O oceano é um Upanishad, a terra um Sutra, o sol um Corão, o vento um Evangelho. E tu uma deusa-deus que se rebola a nascer e morrer e a rir e chorar pelas colinas do tempo e do espaço até que regresses ao Infinito de onde tudo vem e de onde nada jamais saiu a não ser na mente estúpida que acredita piamente nas histórias que a si mesma conta para se distrair do Extraordinário que é. (Paulo Borges)


terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

O Futuro do Haiti

Há mais de um mês que nos falam do Haiti e nos pedem que respondamos com urgência às mais prementes necessidades daquele país, depois do tremor de terra de 12 de Janeiro. No entanto, há que pensar també, e serenamente, no futuro e ajudar os haitianos a reconstruir o seu país – dizem os entendidos que, só para remover os escombros, vão ser precisos entre 18 e 24 meses!

A Fidesco, organização não-go-vernamental de solidariedade inter-nacional, está presente no Haiti há mais de 12 anos, respondendo a necessidades reconhecidas pela Igreja local.

Neste momento, é-nos pedido concretamente que organizemos uma escola para crianças órfãs, um centro de reinserção profissional e que nos empenhemos num projecto agrícola que permita aos que ficaram privados de tudo ir reconstruindo a sua economia.

Provavelmente, já todos demos para o Haiti, naqueles dias em que as imagens nos entravam em casa e perturbavam o nosso dia-a-dia. Mas o futuro começa a fazer-se presente e não podemos deixar cair os braços. Por isso, nesta Quaresma que começa, talvez possamos repensar no problema e ver que apoio podemos ainda dar para a reconstrução do país.

Se quiserem que seja a Fidesco a encaminhar os vossos dons, podem fazê-lo a partir da conta nº 0646014542130 ou envian-do os vossos cheques à ordem de FIDEMA, para Rua Palmira Bastos, 7, 5º dto., 2685-226 Portela.

Qualquer ajuda, por pequena que seja, será bem-vinda. Por cada donativo a partir de 20 euros, passaremos um recibo para dedução fiscal – basta que comuniquem as vossas coordenadas para fidema.fidesco@gmail.com.

Obrigado pela atenção que deram a esta carta. Obrigado também, em nome dos haitianos, por todas as dádivas que quiserem fazer.

Cordialmente

José Victor Adragão
(Director de Fidesco-Portugal)

Sem comentários: