O oceano é um Upanishad, a terra um Sutra, o sol um Corão, o vento um Evangelho. E tu uma deusa-deus que se rebola a nascer e morrer e a rir e chorar pelas colinas do tempo e do espaço até que regresses ao Infinito de onde tudo vem e de onde nada jamais saiu a não ser na mente estúpida que acredita piamente nas histórias que a si mesma conta para se distrair do Extraordinário que é. (Paulo Borges)


segunda-feira, 9 de julho de 2018

REAL... IRREAL... SURREAL... (311)

Fuga de Moscovo, Adolf Schreyer, Sem Data
Óleo sobre Tela

Schreyer nasceu a 9 de Julho de 1828 e morreu a 29 de Julho de 1889.
Estudou Arte primeiramente no Instituto Städel em sua cidade natal, e depois em Stuttgart e Munique. Pintou muitos dos seus temas favoritos em suas viagens ao Oriente. Inicialmente acompanhou o príncipe Thurn und Taxis pela Hungria, Valáquia, Rússia e Turquia; em seguida, em 1854, seguiu o exército austríaco através da fronteira valaquiana. Em 1856 foi para o Egito e Síria, e em 1861 para a Argélia. Em 1862 estabeleceu-se em Paris, mas regressou à Alemanha em 1870, e foi morar em Kronberg im Taunus perto de Frankfurt, onde morreu.

in. Wikipedia

Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: