Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 15 de junho de 2020

REAL... IRREAL... SURREAL... (400)



 “A Balada do Mar Salgado”
Autor Hugo Pratt

Hugo Pratt nasceu em Rímini, Itália a 15 de Junho de 1927 
e morreu em Grandvaux, Suíça a 20 de Agosto de 1995.

"Tudo começou na ponta de uma navalha: Corto Maltese, nascido a 10 de julho de 1887, em La Valletta, marinheiro e filho de uma cigana feiticeira andaluza e de um marinheiro britânico da Cornualha, não gostou da linha da sorte que viu na sua mão, e resolveu solucionar o assunto, rasgando uma mais do seu agrado. Da sua morte temos apenas algumas pistas, numa outra obra de Hugo Pratt, “Os Escorpiões do Deserto”, em que o guerrilheiro o guerreiro danakil Cush, em conversa com um fascista italiano, que acabará por matar, fala do amigo desaparecido na Guerra Civil de Espanha. Num livro sobre Corto constará que terá morrido fuzilado em Málaga, pelos franquistas." (1)

Fez mais de meio século, este ano, que Hugo Pratt publicou as primeiras pranchas da “A Balada do Mar Salgado”, a obra que inaugurou a saga de Corto Maltese.


Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: