Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 2 de setembro de 2019

REAL... IRREAL... SURREAL... (363)


Le bouquet de feuilles, Autora: Sérafine Louis
Óleo sobre Tela, 81 x 61 cm

Séraphine Louis também conhecida como Séraphine de Senlis, nasceu em Arsy, França, a 2 de Setembro de 1864 e morreu em Clermont, a 11 de Dezembro de 1942.
De família humilde, seu pai era um trabalhador e sua mãe veio de uma família de camponeses. Perdeu a mãe no dia do seu primeiro aniversário, e seu pai morreu quando ela ainda não tinha completado sete anos. Tinha uma paixão secreta: sem que ninguém suspeitasse, ela pintava, estilo naif, sem jamais ter frequentado aulas de pintura, e nunca ter participado do meio cultural de sua época
O coleccionador de arte alemão Wilhelm Uhde, com base em Senlis, em 1912, descobriu suas pinturas, publicitou sua obra o que a tornou famosa e lhe trouxe prosperidade financeira.
Por causa da Grande Depressão, a sua pintura deixa de ter interesse.
Séraphine mergulha numa loucura e é internada no hospital psiquiátrico de Clermont onde faleceu na miséria causada pelas duras condições dos asilos durante a ocupação alemã.

Séraphine Louis está enterrada na talhão dos indigentes no cemitério de Clermont.

in Wikipedia

Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: