Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. E aí, quando se faz silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia.

- Rubem Alves


terça-feira, 2 de janeiro de 2018

O DIÁRIO DA MATILDE - O MEU PRIMEIRO ANO DE ESCOLA

Obras e bolandas. Medições e mais medições a suportarem as decisões. 
Faremos o quarto das miúdas no sótão que incorporaremos no piso inferior através da divisão que actualmente desempenha essa mesma função. Aí, se bem que um espaço de passagem, aproveitaremos para fazer uma pequena salinha. 

Mas estas são atribulações que nos remetem o ócio para muito tarde. 

Amanhã será o dia do electricista fazer as marcações da instalação. 



Os alunos continuaram a copiar frases e palavras e sílabas. Mas também fizeram contas. 



E por hoje só quero registar um anacronismo que pensava não ser possível escutar a quem quer que fosse. 
Em entrevista a um jornal local, o actual Presidente da Câmara Municipal da Moita, confrontado com a pergunta se pensa numa recandidatura, deu a resposta que transcreverei na íntegra. 
“-Não penso nisso e estou sempre a pensar. Como sabe é uma decisão que não me compete a mim, compete à estrutura do meu partido. Eu estou aqui por vontade do Partido Comunista Português, estou aqui num projecto, estou disponível com todas as minhas forças, como estou sempre em tudo onde estou envolvido. Se o meu partido entender que eu devo ser o que for, para as próximas eleições, isso será também acompanhado por mim. É uma discussão de colectivo, não é uma questão do João Lobo sozinho. É lógico que será sempre aquilo que o João Lobo quiser, mas é uma discussão colectiva. Estou disponível para aquilo que o partido entender.” (1) 

Depois de uma destas, nada mais há a dizer. 

Até amanhã, então. 


Alhos Vedros 
  04/03/2004 


NOTA 

(1) Lobo, João, ESTOU DISPONÍVEL PARA AQUILO QUE O PARTIDO QUISER, p. 3 


CITAÇÃO BIBLIOGRÁFICA 

Lobo, João, ESTOU DISPONÍVEL PARA AQUILO QUE O PARTIDO QUISER, Entrevista a Marta Luísa Silva, In “Jornal da Moita”, nº. 195, de 26/02/2004

Sem comentários: