O oceano é um Upanishad, a terra um Sutra, o sol um Corão, o vento um Evangelho. E tu uma deusa-deus que se rebola a nascer e morrer e a rir e chorar pelas colinas do tempo e do espaço até que regresses ao Infinito de onde tudo vem e de onde nada jamais saiu a não ser na mente estúpida que acredita piamente nas histórias que a si mesma conta para se distrair do Extraordinário que é. (Paulo Borges)


quinta-feira, 1 de março de 2018

Estudo Geral 97


"Hoje dá o melhor de ti em cada ação que tenhas, por mais simples que seja." (António Alfacinha)

Sumário
Extraído de “Folhas à Solta” da Associação Agostinho da Silva

Uma escultura de Eugénio Macedo

Um rio

Da série: flores tropicais

Real... Irreal... Surreal

Diarística

Crónica do Brasil

Um mundo muito colorido

Um poema dedicado a José Fanha

Um brinde especial à amizade


---------------------------------Fim de Sumário----------------------------------

Sem comentários: