O oceano é um Upanishad, a terra um Sutra, o sol um Corão, o vento um Evangelho. E tu uma deusa-deus que se rebola a nascer e morrer e a rir e chorar pelas colinas do tempo e do espaço até que regresses ao Infinito de onde tudo vem e de onde nada jamais saiu a não ser na mente estúpida que acredita piamente nas histórias que a si mesma conta para se distrair do Extraordinário que é. (Paulo Borges)


segunda-feira, 19 de março de 2018

REAL... IRREAL... SURREAL... (296)

Pescadores e Varinas
Manuel Ribeiro de Pavia


Manuel Ribeiro de Pavia, nasceu a 19 de Março de 1910, em Pavia, concelho de Mora.
Ficou essencialmente conhecido como um extraordinário ilustrador, com grande influência nas artes gráficas portuguesas e um dos maiores valores do neo-realismo.
Faleceu em 1957 na maior miséria.
Dele, disse Eugénio de Andrade:
"Assim é: passava realmente fome. Todos nós o sabíamos.
E ele a falar-nos de pintura, de poesia, da dignificação da vida. É justamente nisto que residia a sua grandeza. Não falava da sua fome — de que, feitas bem as contas, veio a morrer.
A fome não consta de nenhum epitáfio."

Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: