Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

REAL... IRREAL... SURREAL... (375)


Sueño de una tarde dominical en la Alameda Central.
Diego Rivera Muralismo-Mexicano

Diego María de la Concepción Juan Nepomuceno Estanislao de la Rivera y Barrientos Acosta y Rodríguez nasceu em 8 de Dezembro de 1886 em Guanajuato, México e morreu a 24 de Novembro de 1957. Um artista naturalmente dotado, começou sua educação artística formal em uma idade jovem, desde criança sempre quis ser pintor e todos percebiam ter talento para isso.
Ao ficar adulto, após estudar pintura na adolescência, participou da Academia de San Pedro Alvez, na Cidade do México, partindo para a Europa, beneficiado por uma bolsa de estudos, onde ficou de 1907 até 1921. Nesse período é que se tornou reconhecido.
A contribuição da obra de Diego Rivera a arte moderna mexicana foi decisiva em murais e pinturas em cavalete, foi um pintor revolucionário que buscava levar a arte para o público, para as ruas e edifícios, em uma linguagem precisa e direta, repleta de conteúdo social e realista.

in História das Artes

Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: