Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

REAL... IRREAL... SURREAL... (376)



O Cavaleiro Azul, Wassily Kandinsky, 1903
Óleo sobre Tela, 55 x 65 cm

Wassily Kandinsky nasceu em Moscovo, Rússia, a 16 de Dezembro de 1866 e morreu em Neuilly-sur-Seine, França, a 13 de Dezembro de 1944.

Filho de um comerciante de chá, após a separação dos pais em 1876, mudou-se para Odessa, com o pai e uma tia, que o incentivou na pintura.

As faculdades de artes costumavam ser vistas como um desafio quase insuperável para muitos, mas não para Kandinsky que se começa a formar, não apenas como pintor, mas também como um teórico das artes.

Paralelamente ao seu trabalho criativo, Kandinsky desenvolveu pensamentos sobre a arte que culminaram com a publicação de “Do Espiritual na Arte”.
Em parceria com Piet Mondrian e Kazimir Malevich fez parte do chamado “trio venerável da abstração”.

Em 1911, junto com August Macke e Franz Marc, formam o grupo “O Cavaleiro Azul”, que realiza diversas exposições em Berlim e em Munique.

Wassily Kandinsky é justamente considerado um líder na arte de vanguarda, fundador da pura abstração na pintura no início do século XX e um dos maiores de sempre.

Selecção de António Tapadinhas

1 comentário:

luis disse...


e eu a pensar que eram só os pássaros... afinal também há cavaleiros.