Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

REAL... IRREAL... SURREAL... (377)


Rua Alegre, Alfredo Norfini, 1920
Óleo sobre Tela, 50,5  x 60 cm


Alfredo Norfini nasceu na cidade de Florença, na Itália a 23 de Dezembro do ano de 1867 e morreu no Rio de Janeiro, a 23 de Dezembro do ano de 1944.
Filho do pintor Luigi Norfini, cursa a Real Academia de Belas Artes de Lucca, Itália. Participa da Grande Exposição de Artistas Internacionais em Nice, França, em 1892. No ano seguinte, viaja para Buenos Aires, lá permanecendo até 1898, quando vem para o Brasil e fixa residência em Campinas, interior de São Paulo. Nesta cidade funda um curso de pintura com Angelo Bretoni e Agnelo Correia, e organiza a 1ª Exposição de Artes e Artes Aplicadas às Indústrias, em 1900. Mora um breve período, entre 1908 e 1911, no Rio de Janeiro, onde trabalha na revista Renascença. Neste mesmo ano, transfere-se para São Paulo, a convite de Ramos de Azevedo e é nomeado professor do Liceu de Artes e Ofícios, também colabora em jornais e revistas, inclusive a Antártica Ilustrada, da qual é fundador.

in Escritoriodearte.com

Selecção de António Tapadinhas

Sem comentários: