De que árvore florida chega? Não sei. Mas é seu perfume.

(Matsuo Basho)

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

A Invasão Muçulmana da Península Ibérica e a convivência de cristãos, judeus e muçulmanos

por Margarida Castro

"pelo diálogo inter-religioso: o desafio do nosso tempo"


A comemoração dos 1300 anos da chegada do general árabe Al-Tariq à Península Ibérica, é um acontecimento de importância histórica de enormes proporções culturais. Convem relembrar um pouco da história dessa época e que explica a cultura do dialogo inter religioso que prevalece.

Djabal al-Tariq (também conhecido como Tarif abu Zara) deveria ser muito mais conhecido do que é. Isto porque, este general Árabe foi um dos maiores conquistadores de toda a Idade Média. Seu nome não chega a rivalizar com o de um Carlos Mango, ou com o de um Justiniano, mas seus feitos retrataram bem o poderio militar Islâmico no primeiro quarto do século VIII.

Mas o que fez este general de tão importante? Bem, para nos situarmos na História deste homem, devemos nos lembrar que no final do governo de Abd al-Malik (685 – 705), os Berberes foram finalmente submetidos e convertidos ao Islã. Assim sendo, no início do governo de Al-Walid (705 – 715), serviram de braços para Musa ibn Nuçair, governador da Ifríqiya (região do norte da África, a oeste do Egito), em sua expansão rumo ao Maghreb (região onde hoje se situa o Marrocos). Entre 705 e 708, o governador realizou com sucesso esta expansão e, através dela, atingiu o oceano Atlântico.

Com a invasão Muçulmana de 711, e a derrota de Roderico ( Rodrigo)-rei Visigodo- em Guadalete, a única resistência gótica séria, foi feita em Mérida. Com a sua queda todo o noroeste foi submetido. Tropas Berberes ( povos oriundos do Norte de África) foram colocadas no centro de Portugal e Galiza., mas com a revolta dos Berberes e a grande fome na região (740 - 750), estas foram evacuadas.

Braga foi abandonada, mas a população rural aí permaneceu ou foi depois restaurada. Quando ‘Abd ´ar-Rahmän I criou a dinastia Umayyad em Córdova (756), houve alguma resistência no oeste, e talvez tenha colocado algumas tropas Berberes em Mérida e Coimbra. Lisboa foi independente por alguns anos ( cerca de 805).

Por essa época, a conquista do norte da África estava consolidada pelos Árabes e o governador de Ceuta, Juliano ( o conde Julião dos cronistas), que outrora fora fiel ao monarca Visigodo havia cedido seu apoio aos Árabes (apesar de ser Cristão). Mas por quê? O rei Witza, da Hispania, tinha morrido e não foi permitido ao seu filho, Áquila, assumir o trono; os nobres Visigóticos elegeram Rodrigo, para o trono. Segundo Juliano disse aos Árabes, ele odiava Rodrigo, pois este havia desonrado sua filha ( lenda não provada ) , por isso, queria vê-lo derrotado e humilhado.

Os Árabes, que já vinham atacando, por meio de navios, as costas da Espanha há muito tempo, viram nessa inimizade sua chance para invadir e anexar a região que eles conheciam como al-Andalus. Em Junho de 711, Musa ibn Nuçair, o governador do norte da África, enviou à Hispania um exército composto por cem cavaleiros, quatrocentos guerreiros e sete mil Berberes. Os navios para o ataque foram fornecidos por Juliano, governador Visigótico de Ceuta.

Rapidamente, os Muçulmanos tomaram a cidade de Algeciras e os rochedos da costa (hoje conhecidos como Rochedo de Gibraltar). Depois disso, marcharam para Córdoba. O rei da Espanha, Roderico, estava ocupado combatendo os Vascónios, no norte, e demorou certo tempo para conseguir mobilizar seus exércitos para combater os invasores. Enquanto as tropas reais não chegavam, Djabal al-Tariq assolava o sul da península.

Enfim, em 19 de Julho de 711, o Rei Roderico finalmente alcançou a região onde os Árabes estavam e a batalha iniciou-se. Esta iria durar sete dias, ou seja, até o dia 26 e ser decidida pela inteligência do general Árabe.

Numericamente superiores e providos da motivação de defenderem seus domínios, os Visigodos estavam a ponto de derrotar os Árabes. Foi quando o General Al Tariq convidou dois irmãos do Rei Witza (o Rei que havia morrido), e fez com eles um pacto: se estes desertassem com suas tropas, seriam poupados e recompensados.

Sendo assim, no dia 26, dia do combate derradeiro, as duas principais frentes da cavalaria Visigótica debandaram e os flancos do exército Hispano ficaram desguarnecidos. Avisados de antemão que isso iria ocorrer, os Muçulmanos atacaram pelos flancos e trucidaram a infantaria Visigótica. Foi um massacre no qual tombou, inclusive, Roderico.

Ficando sem rei, a Hispania não conseguiu reagrupar-se para a defesa e, sendo assim, em dois meses, Tariq havia conquistado totalmente o sul da Hispania e preparava-se para marchar em direcção ao centro.

Musa, na África, ao saber dos sucessos de seu general, reuniu um exército e desembarcou na costa leste da Hispania, formando agora duas frentes de invasão Muçulmana que atacavam a península.

Os nobres Visigóticos que não tinham sido subornados pelos Mouros (nome pelo qual os Europeus, chamavam os Islâmicos), começaram a ser exterminados e, ao procurarem auxílio nas cidades, não eram bem recebidos, pois os Judeus (que dominavam o comércio e, sendo assim, a vida urbana) estavam cansados das perseguições Cristãs impostas a eles pelos Visigodos e preferiam a liberdade de culto (mediante o pagamento de impostos) oferecida pelos conquistadores.

Dessa forma, os partidários de Rodrigo, agora sob o comando de Pelágio, foram isolar-se nas montanhas do extremo norte da Hispania, onde, devido ao posicionamento estratégico, esperavam resistir ao extermínio da mesma maneira que os Bascos vinham fazendo contra eles. Formou-se assim, o primeiro dos Reinos Hispânicos pós-conquista Árabe: o Reino de Astúrias.
Entre 711 e 714, os dois generais Árabes conquistaram toda a Hispania, excepto o Reino das Astúrias, que devido à sua localização de difícil acesso, pode resistir e se tornar, mais tarde, no século IX, o berço da Reconquista da Hispania, reconquista esta que teve o apoio, militar e financeiro, de Carlos Magno (pelo menos em sua fase embrionária).

Quanto ao Genetal Tariq, foi mais um dos conquistadores esquecidos de nossa História, só não foi totalmente esquecida porque, em homenagem a ele, foi erigida uma cidade (na parte Europeia do estreito), e esta cidade foi baptizada com seu nome, cujas corruptelas futuras tornaram Gibraltar (djabal al-tariq), o mesmo nome com o qual foram rebaptizadas as Colunas de Hércules, pois, se no passado o Semi-Deus havia afastado os perigosos Berberes da Europa por meio da separação dos dois continentes, agora, um general (que nada tinha de Semi-Deus conseguia quebrar a vontade dele e impor a sua, em outras palavras, o Islão ganhava terreno dentro da Cristandade.

Pouco depois, o governador árabe da África, Mouça-ibn-Nokair, sabedor do êxito de Tarik, desembarcou na Espanha, acompanhado de seu exército. E em menos de dois anos efetuou a conquista de quase toda a Península Ibérica. Em 713, na cidade de Toledo, proclamou o califa de Damasco, Omar II (717-720), soberano de todos os territórios conquistados.

No primeiro momento, judeus, cristãos e muçulmanos conviveram em harmonia. Os muçulmanos encontraram nos israelitas auxílio para a administração e para o comércio, e assim as comunidades judaicas foram fortalecidas. O ambiente de tolerância que se instaurou possibilitou um florescimento cultural, científico e econômico. O hebraico ressurgiu como língua literária e academias rabínicas foram fundadas nas cidades de Córdoba e Lucena.

Fontes:
- www.brasilsefarad.com/joomla/index.php?option=com_content&view=article&id=97&Itemid=60
- portugalhistoria.blogspot.com/

8 comentários:

Anónimo disse...

alcohol retail stores idaho http://alcoholboutique.com/heering.html hip pain alcohol [url=http://alcoholboutique.com/grants-rf-whisky.html]alcohol can cause liver disease how[/url] alcohol makes my vagina warm

Anónimo disse...

horoscopes compatibility couples horoscopes dating http://loveepicentre.com/testimonials.php whos dating robert pattinson

Anónimo disse...

anastasia dating site http://loveepicentre.com/testimonials.php are ciera ad 50cent dating

Anónimo disse...

dating scams paul jeffries http://loveepicentre.com/ squirt men dating

Anónimo disse...

[url=http://onlinemedistore.com/products/levitra-super-active-plus.htm][img]http://onlinemedistore.com/4.jpg[/img][/url]
small garden pharmacy http://onlinemedistore.com/products/evista.htm pharmacy jobs michigan [url=http://onlinemedistore.com/catalogue/q.htm]canadian mail order pharmacy[/url]
loop plaza pharmacy http://onlinemedistore.com/products/motrin.htm verify pharmacy permit number [url=http://onlinemedistore.com/products/apcalis-sx.htm]apcalis sx[/url]
pharmacy board webpage http://onlinemedistore.com/products/buspar.htm pharmacy alprazolam [url=http://onlinemedistore.com/products/tricor.htm]walgreen pharmacy based medical clinics[/url]
drive thru pharmacy http://onlinemedistore.com/products/compazine.htm pharmacy no prescription [url=http://onlinemedistore.com/products/elavil.htm]elavil[/url]

alien13 disse...

Ler a história da Portugal e da Espanha, em livros históricos, portanto confiáveis, esclarece qualquer dúvida sobre a Península Ibérica, e quem realmente a dominou. Os árabes tiveram uma grande civilização, na qual estavam incluídos os Mouros, não os muçulmanos!

Obs.: islamismo é apenas uma Seita que surgiu entre os árabes.

Atualmente, usando de má-fé, e querendo enganar o mundo inteiro, e se apoderar de tudo de bom e belo que a civilização árabe trouxe para a humanidade (civilização que os muçulmanos destruíram), os trapaceiros muçulmanos alegam que quem dominou a Península Ibérica foram eles, o que não é verdade!!!

QUEM DOMINOU A PENÍNSULA IBÉRICA POR 8 (OITO) SÉCULOS, FORAM OS MOUROS, QUE ERAM ÁRABES ORTODOXOS, NÃO MUÇULMANOS!!!

Toda a arquitetura observada nos palacetes, castelos, ruínas, e mesmo nas Mesquitas, tanto em PORTUGAL, como na ESPANHA, é arquitetura MOURISCA.

Muçulmanos nunca tiveram alguma arquitetura, a não ser acrescentar seus minaretes, em arquiteturas alheias. Apenas se apoderavam e modificavam a arquitetura alheia. Assim como fizeram na Basílica de Santa Sofia (destruida e adaptada ao Islã. por dentro), em Constantinopla, portanto, arquitetura bizantina.
Não tentem modificar a história.

Anónimo disse...

[url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/zantac.htm][img]http://onlinemedistore.com/11.jpg[/img][/url]
wal mart pharmacy pay http://certifiedpharmacy.co.uk/products/imitrex.htm affiliate canadian pharmacy program [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/kamasutra-contoured-condoms.htm]novofine 30 needles from pharmacy[/url]
adderall xr pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/products/lipitor.htm new jersey pharmacy regulation [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/toprol-xl.htm]toprol xl[/url]
united states pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/products/xenical.htm pharmacy consultant jobs in tulsa oklahoma [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/ophthacare.htm]colts neck pharmacy[/url]
propac pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/catalogue/p.htm mass college of pharmacy and health sciences [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/toprol-xl.htm]toprol xl[/url]

Anónimo disse...

asian free dating site 100 free http://loveepicentre.com/taketour/ hong kong dating network
pro jr dating [url=http://loveepicentre.com/advice/]christian net dating[/url] asia dating 100 free penpals
hentai dating sims rom [url=http://loveepicentre.com]free kenyan dating sites[/url] dating in tahiti [url=http://loveepicentre.com/user/Thelmababy/]Thelmababy[/url] japanese compensated dating