Levou tempo para que eu percebesse que quem presta muita atenção no que é dito não consegue escutar o essencial. O essencial se encontra fora das palavras.

Rubem Alves


segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Vidas Lusófonas

O rigor histórico não está condenado à prosa de notário,
é possível conviver com as figuras do passado.
Saber o que foi, pode ajudar-nos a talhar o que será.

Carlos Loures desafia
o zoólogo e ecologista

GERMANO SACARRÃO
http://www.vidaslusofonas.pt/germano_s.htm

que responde:
- Todos os meus problemas
tive-os, por ouvir bem demais...

Depois instala-se em
VIDAS LUSÓFONAS
http://www.vidaslusofonas.pt
onde já moram 136.

Naquela casa
tudo está a acontecer,
cada vida / cada conto.
Por isso já recebeu
mais de 22,7 milhões de visitas .

Sem comentários: