De que árvore florida chega? Não sei. Mas é seu perfume.

(Matsuo Basho)

sábado, 26 de março de 2016

flores eróticas e cactos e figos do Chile e Cascais


a Valparaiso e Vña del Mar a arder nestes dias

a minha esposa  linda e quase chilena como Pablo Neruda,poeta do amor,
 “
Não estejas longe de mim um dia que seja, porque,
porque, não sei dizê-lo, é longo o dia,”

Pablo Neruda


vejo chegar a fruta exótica de verão no Chile, Janeiro na tua boca, os lábios, 

como muito melão contigo no colo longo e longitudinal, nós no inverno aqui em
 Benfica e Santiago na cale do Mercado Central de peixe e tasquinhas
é a época do melão verde de casca dura e fino amarelo de casca mais suave
como-o fresco e espero o lugar em que se lê um livro a sesta, um dos grandes
romances do Chile E que poetas frutificam em Santiago? Procuro nomes
gostaria de viajar já com alguns livros recolhidos , estamos tão longe e tão perto
 
amo-te na poesia da humanidade em Cascais poemas de areia e mar, os poemas
do Surf, do Guincho como aguarelas e esta noite a festa das luzes na rua direita
na rua walbom, na baía , trazem-me figos de cacto madurinhos para varrer
os picos e comer de mão, beijo-te com flores eróticas palavras passadas sempre
 
José Gil

Sem comentários: