O vôo é largo, é longa a rota
quando é amargo um beijo adoça
e um abraço reconforta
descemos sempre à nossa porta
(...)
Luís Represas, O Vôo da Garça


terça-feira, 21 de março de 2017

O DIÁRIO DA MATILDE - O MEU PRIMEIRO ANO DE ESCOLA

O DESPORTO E A LIDERANÇA

A Margarida, neste momento, está a ler uma história para a Matilde. 
Daqui a nada levantar-me-ei para lhes dar um beijinho e desejar-lhes boa noite. 
“-Durmam bem, pardalitos.” 

E os meus anjinhos voltam-se e fecham os olhos. 
Dentro de momentos o sono tomará conta dos acontecimentos. 



O Partido Socialista só não vai de mal a pior porque já não tem qualquer grau qualitativo a que descer mais baixo. A não ser que se transformasse num bando de mal feitores, mas aí deixaria de ser um partido político propriamente dito. 
Hoje soube-se que Edite Estrela pretende retomar o seu lugar no Parlamento. 
Quer dizer que a senhora que ontem foi condenada a cumprir uma pena de prisão – ainda que remível em dinheiro – por abuso de poder, terá um mandato na sede do poder político. 

Lindo! 



Bin Laden voltou a dar um ar do seu ódio em mais uma cassete que a Al-Jazira passou nos seus noticiários. 
Referindo a prisão de Saddam Hussein, exortou à resistência no Iraque e à guerra santa contra os interesses americanos, em particular e ocidentais, em geral. 
Enquanto não for capturado, a guerra mundial que a Al-Qaeda espoletou não terá fim à vista. 

A Humanidade tem um holocausto apontado ao futuro. 


E eu que gostaria tanto que as minhas filhas vivessem num mundo decente e pacífico. 
Pois são estes amorzinhos, são muitos e muitos amorzinhos como estes que poderão fazer valer os valores e os comportamentos de uma civilização de paz e voltada para o desenvolvimento humano. 
É que os filhos, num certo sentido, também são um dos nossos actos de esperança e aí, em conformidade, justificamos o nosso esforço para que essas plantinhas cresçam vigorosas e saudáveis, mas igualmente com as doses de virtude e bom senso e a sabedoria suficiente para que sejam pessoas de carácter e respeitadoras do seu semelhante. 
Tal caminho é longo, penoso e incerto. 
Mas não temos alternativa e nós queremos mesmo deixar o nosso contributo para que entre os homens possa haver harmonia. 



O governo distinguiu personalidades ligadas ao desporto e lá estava o inenarrável presidente do Futebol Clube do Porto. 

Talvez por isso, o nosso primeiro, com ar sorridente e cândido, disse que todos nós sabemos ser o desporto uma escola de liderança. 
Não, isto não é uma gafe, é o resultado de um acto de vassalagem. 
Sempre tinha ouvido falar em escola de virtudes, agora de liderança… 
Deve ser por isso que há tanta promiscuidade entre o mundo da bola e o da política, especialmente ao nível do poder. 

Vivemos num ambiente de fim de regime. 



Na aula de hoje, os alunos aprenderam o número seis a respeito do qual se debruçaram os exercícios do dia. 



Bem e agora está na hora de ler um pouco. 
Voltaremos a conversar amanhã. 


 Alhos Vedros 
  07/01/2004

Sem comentários: