"Cheguei finalmente à vila da minha infância (...) Paro diante da paisagem, e o que vejo sou eu."

- Álvaro de Campos


terça-feira, 18 de novembro de 2014

FANTASIANA E OUTROS LUGARES

PENSAVERSANDO


Por meus olhos ... 


Por meus olhos cerrados
Vagueiam mil vozes
Dispersas aos quatro ventos.
Cruzam-se mares
E sentem-se vidas
Sete vezes perdidas
Sete vezes abraçadas.
Por meus olhos abertos
Passa a vida num ai,
Pela mão de um fio
 De um papagaio azul!

Sem comentários: