De que árvore florida chega? Não sei. Mas é seu perfume.

(Matsuo Basho)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O Poema da Semana


Olá amigos,

AS CASTANHAS
Em jeito de ironia, são hoje tema no nosso poema da semana. Um trabalho que já não é novo, mas que vem muito a propósito para ilustrar esta época em que ditas são o principal motivo das festas de São Martinho que se celebra no próximo dia 11.
Veja esta hilariante composição aqui:

http://www.euclidescavaco.com/Poemas_Ilustrados/As_Castanhas/index.htm

Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca

Aceite o meu convite e venha tomar comigo um cálice de poesia. Entre por aqui na minha sala de visitas e saboreie da que mais gostar...
www.euclidescavaco.com


2 comentários:

Unknown disse...

Tem razão, pois sim senhor
Quando fala das castanhas
E refere o seu valor
E essas festas tamanhas
Saiba o amigo afinal
Que o vinho dá o calor
As castanhas o sabor
E no fim nada faz mal.

É verdade, como diz
Quando fala do jantar
Que a gente come feliz
Mas depois, ao terminar
Se alguma coisa estalar
Tem de poder disfarçar
Quando alguém tapa o nariz.

Se assim o não fizer
Mesmo bem acompanhadas
Diga-se o que se disser
Na festa do São Martinho
Tornam-se disparatadas
Misturam-se com o vinho
E pintam faces coradas
No rosto desta mulher


Maria Teresa Bondoso

Euclides Cavaco disse...


Queria agradecer a gentileza da nossa prezada compatriota TERESA BONDOSO
o magnífico trabalho poético que teceu em volta das Castanhas
em jeito de comentário.
Fico deveras honrado por esta delicadeza e pela distinção da sua composição.
Por favor transmita-lhe o meu sincero agradecimento.
Não tenho forma de o fazer pessoalmente pois não consegui descobrir o e mail da nossa amiga Teresa.
Com as minhas habituais saudações
desejo um excelente fim de semana.

Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca